A construção do corpo feminino na Revista Alterosa


 

RESULTADO DE INVESTIGACIÓN: Proyecto de investigación: “La construcción de representaciones femeninas en la Revista Alterosa” auspiciado por la Fundación de Amparo a la Investigación de Minas Gerais FAPEMIG, Minas Gerais, Brasil

 

Resumo:


No Brasil, o investimento político e social sobre os corpos femininos fica mais evidente, sobretudo a partir do início do século XX, quando as elites brasileiras procuraram, através de diversas práticas discursivas, expandir modelos idealizados de corpo, de família e de mulher a todas as camadas sociais, como estratégia para disseminar o controle e a disciplina na vida cotidiana. As revistas ilustradas, a exemplo da revista Alterosa, tiveram um importante papel neste contexto. Publicada na capital mineira no período de 1939 a 1964, Alterosa dedicava grande atenção aos temas relativos ao casamento, ao comportamento, à sexualidade e à aparência feminina. Os anúncios publicitários veiculados na revista, sobretudo nos anos de 1940 e 1950, se inspiravam no cinema americano e procuravam criar um ideal corpóreo a ser seguido. Dito de outro modo, os sentidos veiculados nesses anúncios visavam à produção de um modelo idealizado de mulher, de corpo e de beleza. Nesse sentido, discutiremos neste trabalho, a construção de corpos e de ideais de beleza feminina em anúncios e diferentes textos veiculados pela revista Alterosa na década de 1940.


Palavras-chave: Gênero; revista Alterosa; discurso; corpo; moda.



Abstract:


In Brazil, the political and social investment on female bodies is more evident since mainly after the beginning of 20th century, when the cream of Brazilian society, throughout different speech, tried to impose a pattern of body, family and women over all the social levels as strategy to propagate the control and discipline in the daily life. The illustrated magazines, as Alterosa, had an important hole on this context. It was published in Minas Gerais during 1939-1964 and great part of the themes were about marry, conduct, sexuality and female life. The advertisements in this magazine, mainly in 1940-1950 years were inspired in American movies and tried to create a bodily ideal to be followed. In synthesis, the meaning of these advertisements is to create an ideal of female, of body and of beauty. In this sense, we are going to discuss in this paper the creation of bodies and the ideal female beauty in the advertisements and other texts diffused in Alterosa magazine during 1940 decade.


Keywords: gender; magazine Alterosa; speech; body; fashion.



As análises das representações e imagens constitutivas das configurações identitárias, corpóreas e de gênero veiculadas pela mídia ganharam maior importância nos últimos anos e têm se constituído num terreno fértil de acesso a formas de conhecimento e de assujeitamento elaboradas no passado.


No Brasil, o investimento político e social sobre os corpos femininos fica mais evidente, sobretudo a partir do início do século XX, quando as elites brasileiras procuraram, expandir modelos idealizados de corpo, de família e de mulher burguesa a todas as camadas sociais, como estratégia central para disseminar o controle e a disciplina na vida cotidiana. (MAIA, 2011). Nesse período expande o mercado editorial voltado aos assuntos matrimoniais e familiares, com a publicação de vários manuais, livros e revistas de circulação nacional, como a revista Alterosa, onde os temas relativos ao casamento, ao comportamento, ao corpo, à sexualidade e à aparência feminina predominavam. Some-se a isso os anúncios publicitários que, a partir dos anos de 1930, se inspirando principalmente no cinema ou utilizando como garotas-propaganda as estrelas de Hollywood, criavam um ideal corpóreo a ser seguido.


Dito de outro modo, os sentidos veiculados nesses anúncios visavam ao disciplinamento dos corpos e à produção de um modelo idealizado de mulher: corpos modernos e comportamentos tradicionais. Diante disso, nosso objetivo neste estudo é discutir a construção de corpos e ideais de beleza feminina em anúncios e propagandas veiculadas pela revista Alterosa na década de 1940.


A revista Alterosa foi um importante periódico de circulação nacional, editado na capital mineira entre os anos de 1939 e 1964. Era uma revista mensal, noticiosa e literaria destinada à “família do Brasil”. Publicavam contos, crônicas, poesias; matérias noticiosas, novidades de Hollywood; fatos da vida privada das estrelas e astros do cinema e do rádio; aspectos da vida social e política das elites mineiras; resultados de enquetes; pilhérias; pesquisas; aspectos da vida moderna. Havia seções permanentes e de aconselhamento sentimental, uma modalidade de grande repercussão à época (cf. MAIA, 2006), propagandas diversas, sendo que nos primeiros anos a maioria era de casas comerciais, remédios, bebidas, produtos culinários dentre outros (cf. MAIA; BORGES, 2010).


A partir, sobretudo de 1945, período que culmina com o pós-guerra e a consolidação da influência norte-americana no país, a revista aos poucos altera seu repertório, aumentando a importância dada ao cinema e aos produtos americanos.



Entradas Destacadas